"E fortaleceram as mãos para a boa obra."

por Daniel Salgado publicado 07/12/2016 14h15, última modificação 07/12/2016 17h39
Em Audiência Pública, sociedade unaiense debate a situação dos moradores de rua e dependentes químicos.

Unaí (MG), 01 de dezembro de 2016.

 

Representantes de casas de acolhida para moradores de rua e de clínicas especializadas no tratamento de dependentes químicos, voluntários e representantes do Poder Público estiveram presentes na 8ª Reunião Especial da Câmara Municipal, que teve por objetivo a discussão de assuntos relacionados à dependência química e acolhimento de moradores de rua da Cidade de Unaí.

A Reunião, foi presidida pelo Vereador Petrônio Nego Rocha (PMDB), que parabenizou os autores pela iniciativa, destacando a importância de se debaterem assuntos como este na Sede do Poder Legislativo.

O ciclo de palestras teve início com o Pastor Syllas Andujar Hernandes, da “Missão Batista Cristolândia” de Brasília (DF). O nome da iniciativa vem de uma referência às “cracolândias” onde se reúnem os dependentes químicos. O Pastor exibiu um vídeo mostrando a forma como as pessoas aderem ao vício das drogas lícitas e ilícitas. Em seguida fez um breve resumo dos trabalhos da Cristolândia, destacando os trabalhos de prevenção ao uso de drogas. Segundo ele, o número de casos de dependência química entre crianças e adolescentes está aumentando, e é preciso trabalhar na prevenção. O lema: “Levantemo-nos e edifiquemos. E fortaleceram as mãos para a boa obra”, estampado na camiseta do Pastor, reflete o objetivo da instituição, que não é apenas acolher os dependentes químicos, mas sim “mudar uma geração inteira”.

Em seguida falou o Padre Simoníades da Comunidade Terapêutica Mente Aberta, que destacou o lado “comercial” do tráfico de drogas, e o aliciamento de jovens e adolescentes pelos traficantes.

Representando a  Casa do Caminho falou a assistente social Ilma Costa. A Casa faz acolhimentos provisórios de no máximo 5 dias, durante este tempo a situação do acolhido é analisada pela assistente social, que o encaminha para a instituição que melhor possa atende-lo, caso seja necessário.

O último expositor foi o senhor Murilo Adjuto da Comunidade Terapêutica Rosa Mística. Murilo falou sobre as internações compulsórias realizados em atendimento à Comarca de Paracatu (MG). Apesar da comunidade não estar preparada para impedir a fuga dos internados, Murilo disse que não houveram grandes problemas neste sentido, e que os internos não somente se recuperaram, como indicaram a clínica para outros dependentes químicos. Ao final ele lamentou a não adesão do Município de Unaí no programa “Aliança pela Vida” do Governo do Estado de Minas Gerais que segundo ele, não implicaria em custos para o Município e poderia ter salvado muitas vidas.

Outro fato destacado pelos presentes foi a importância de se trabalhar na prevenção ao uso de drogas dentro do seio familiar. Foi o que afirmou o Vereador Ilton Campos (PHS), lembrando que a maioria dos casos de drogadição e de pessoas abandonadas nas ruas têm início na desestruturação familiar. A Vereadora Dorinha Melgaço (PDT) manifestou a necessidade do retorno de políticas públicas como o “Unaí sem Drogas” e do Conselho de Combate às Drogas no Município de Unaí. Ela foi seguida pelo Vereador Adilson da Saúde (PR) que apontou uma possível solução para estes problemas através de uma articulação de entidades como Polícias Militar e Civil, Ministério Público, Prefeitura, associações etc, promovida pelo Poder Legislativo de Unaí. Os Vereadores Netinho do Mamoeiro (PV) e Paulo do Saae (PSL) reforçaram a questão da prevenção ao uso de drogas por meio de políticas públicas, nos campos cultural e esportivo, voltadas para jovens e adolescentes.

Ao final, a Mesa de Trabalhos assumiu o compromisso de, a partir da ata da Reunião, encaminhar as propostas e depoimentos ao Poder Executivo como sugestão para políticas públicas de combate às drogas e acolhimento a moradores de rua. A Mesa também convidou os presentes para a Reunião da Comissão de Saúde da Câmara Municipal de Unaí, no dia 16 de dezembro de 2016, às 13h00min, onde o assunto será novamente debatido.

Fizeram parte da Mesa de Trabalho: o Presidente da Câmara Municipal de Unaí (MG), Vereador Petrônio Nego Rocha (PMDB); Capitão Rodrigo, da Polícia Militar de Minas Gerais (PMMG), representando neste ato o Comandante do 28 Batalhão de Polícia Militar, Tenente Coronel Jair Rosa Lemos; o Primeiro Secretário da Câmara Municipal de Unaí, Vereador Eugênio Ferreira (PMDB); o Vereador Netinho do Mamoeiro (PV), autor do Requerimento que solicitou a reunião; o Pastor Syllas Hernandes da Crístolândia; o Padre Simoníades da Associação Mente Aberta e; a senhora Nilma Vieira, representando a Casa do Caminho.

Estavam presentes os Vereadores: Adilson da Saúde (PR), Ilton Campos (PHS), Dorinha Melgaço (PDT), Paulo do Saae (PSL), e os Vereadores eleitos Tião do Rodo e Valdir Mix.

Fizeram-se presentes as entidades: Polícia Militar de Minas Gerais, CREAS, CEPASA Comunidade Terapêutica Rosa Mística, Comunidade Terapêutica Mente Aberta, Mão Amiga e Casa de Passagem.

Adicionar Comentário

Você pode adicionar um comentário preenchendo o formulário a seguir. Campo de texto simples. Endereços web e e-mail são transformados em links clicáveis.